Deformidades na Coluna

Share

A coluna vertebral é constituída por ossos chamados vértebras alinhados e sobrepostos.

Ela é dividida em 4 regiões:

  • cervical 7 vértebras
  • torácicas 12 vértebras
  • lombares 5 vértebras
  • coccígeas 4 vértebras

Na coluna vertebral existem as curvaturas fisiológicas que são:

  • lordose cervical
  • cifose torácica
  • lordose lombar
  • cifose sacral

 

Quando uma destas curvaturas está aumentada, chamamos de Hipercifose ou Hiperlordose.

Existe também a Escoliose que é um deslocamento lateral da coluna associado a uma rotação vertebral e uma diminuição da cifose torácica.

ESCOLIOSE

É a deformidade mais comum na coluna.

A Idiopática é a forma mais frequente que é sem causa aparente e pode ocorrer em todas as idades, crianças até idosos.

Outras causas são:

  • congênita
  • doenças neuromusculares
  • miopáticas
  • neurofibromatose
  • traumáticas
  • postural
  • diferença de comprimento nas pernas entre outras.

Preconiza-se que curvas menores que 10 graus somente necessitam observação e prática de atividade física com orientação.

  • Curvas de até 20 graus necessitam observação.
  • Curvas de 20 a 40 graus entram em uma etapa de tratamento, com colete, fisioterapia e exercícios.
  • Curvas acima de 40 graus passam a ter indicação cirúrgica.
  • Curvas acima de 60 graus ocorre acometimento da função cardio pulmonar.

CIFOSE TORÁCICA

Varia de 25 a 45 graus, e pode ter diversas causas:

  • congênita
  • postural
  • doença de Scheurmann

A confirmação do diagnóstico se dá através de raio X .

O tratamento da hipercifose é feito com reabilitação e RPG reeducação postural global.

 

HIPERLORDOSE LOMBAR

Causa um desequilibrio mecânico na coluna, sendo um dos principais responsáveis pela dor nesta região.

Causas:

  • postural
  • paralisias
  • congênita
  • flexão dos quadris

Os músculos abdominais fracos e um abdômen protuberante são fatores de risco para a hiperlordose.

 

 

 

 

 

Share


Sem Comentários, Deixe um comentário