A RPG na Disfunção da ATM

Share

A Articulação Temporomandibular (ATM), constitui a ligação móvel entre o osso temporal do crânio e a mandíbula, que são em número de duas.

A mastigação, deglutição, fonação e postura dependem muito da estabilidade da ATM. Estudos recentes demonstram a influência que o desequilíbrio exerce, direta ou indiretamente em outras partes do corpo humano. A disfunção temporomandibular afeta de maneira significativa a qualidade de vida das pessoas, mas pode ter resultados terapêuticos satisfatórios quando se associa o tratamento ortodôntico aos benefícios da fisioterapia, através da reeducação postural. SINTOMAS O mais comum é o “estalido”, na abertura da mandíbula, que é um princípio de desencaixe na articulação, o “tilintar” da mandíbula, que é um barulho enquanto a pessoa mastiga, podendo haver ou não dor no movimento. Muitos outros sintomas podem ser associados a essa disfunção, tais como zumbidos, cefaléias, dores nos ombros, no pescoço, na face, vertigem etc. TRATAMENTO O tratamento fisioterápico da disfunção temporomandibular consiste na reeducação postural global, com o objetivo de reposicionar a mandíbula ao crânio, minimizando a dor muscular, realizando o alinhamento funcional da coluna vertebral, corrigindo compensações apresentadas durante a realização das posturas de tratamento. Fonte: Site Marimar (2009) Atualizado em 23 de novembro de 2011.

Share


Sem Comentários, Deixe um comentário

Comentários fechados nesta matéria.